o primeiro de muitos :)

O tema que vos lanço no primeiro post é sobre uma das minhas grandes paixões na área do design de embalagem, o Packaging Natural.

Há cerca de quase 3 meses os meus amigos/irmãos mais velhos Rita e Maique trouxeram-me, do Vietname, este exemplo de packaging natural.

Uma embalagem feita em folha de bananeira executada através da técnica de dobragem tipo “envelope” (wrapping) e “selada” com uma espécie de atilho de palha, aplicado como uma “grelha” estrutural.

O que me fascinou neste sistema de embalagem é que as folhas são escolhidas e aplicadas de uma forma extremamente inteligente. são utilizados os veios centrais (elemento central de estrutura da folha) como “esqueleto” estrutural de protecção e acondicionamento do conteúdo permitindo, assim, uma maior eficiência no transporte do produto.

Não existe necessidade de utilizar qualquer nó nos atilhos de palha, apenas foi aplicada uma ligeira força de torção do material e, posteriormente, encaixado onde naturalmente fazia sentido, por baixo das dobragens da folha.

Este material não só mantém a atmosfera necessária à conservação do conteúdo como impossibilita a entrada de insectos ou bactérias que deterioram os alimentos.

Achei fascinante também o facto do conteúdo adquirir a textura da embalagem. uma ideia a explorar!

Tem como propriedades ser flexível, resistente à água, grande dimensão e bom aspecto, já para não falar nos seus benefícios para o meio ambiente, que diria serem a principal vantagem da utilização deste material.

Esta técnica e material, que remonta há muitos anos atrás, continua a ser bastante utilizado nos dias de hoje. No entanto, pelo que me foi transmitido e como consequência da invasão dos materiais poliméricos (plásticos), parece que em alguns sítios reproduzem o mesmo sistema de embalagem utilizando plástico. Chegam a ter a preocupação de escolher plástico verde para simular o aspecto “Natural”… (a sério?)

Verdade seja dita que o plástico que envolvia esta embalagem, aplicado por sistema de vácuo, permitiu a conservação (3 meses) e o transporte até Portugal e possibilitou o registo e partilha desta experiência.

Para quem está curioso que prato vietnamita era este, posso dizer que o aroma entrou directamente no meu imaginário e me levou até este sítio, que na verdade nunca fui. Pelo aspecto parecia um de prato de arroz com carne? acho que é tofu, mas não consigo precisar o que era… . :)

Prometo que os próximos posts vão ser mais breves :)

Enjoy!